quarta-feira, 31 de julho de 2013

TAG: Desafio do Livro Infinito & Doenças Literárias

Pessoal, hoje trago duas tags que vi tem um tempinho, uma delas sendo meu primeiro vídeo (e provavelmente o último, prefiro escrever do que gravar). A primeira TAG, a em Vídeo, sempre quis fazer, mas ela não tem como fazer por escrita e por isso gravei o vídeo. A qualidade não tá muito bom pois gravei pelo meu celular (a câmera simplesmente desapareceu). De qualquer forma, espero que gostem. A segunda TAG eu vi aqui, como gostei bastante, perguntei a dona do canal se tinha algum problema trazê-la para o blog e como ela permitiu, trouxe por escrita.

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Aquele Livro que Li: O Nome do Vento (A Crônica do Matador do Rei - Primeiro Dia)



Essa coluna fala de livros que li tem um tempo. Fala do que ficou deles. Após lermos sentimos uma coisa, mas muitas vezes, passado o tempo, o que nós lembramos e sentimos por ele pode mudar. Nessa coluna falo dos pontos mais importantes, mais marcantes, aquilo que realmente vem a mente quando penso no livro, mesmo após tanto tempo.

 Hoje vou falar do primeiro livro de uma trilogia (acho que vai ser trilogia pela lógica) que gostei muito. Ainda não consegui comprar o segundo livro (promoção, por favor!), mas pretendo fazer isso logo. Isso porque o terceiro (e provavelmente último livro) sai ano que vem e os direitos da saga já foi vendida para uma série.

Hoje falo da Crônica do Matador do Rei, do primeiro dia. Falo do O Nome do Vento.

domingo, 28 de julho de 2013

Frase da Semana #23

A frase dessa semana é da música Dias de Luta da banda Ira!

Quando se sabe ouvir, não precisam muitas palavras

Muitas vezes já admirei quem consegue falar tudo que tem a dizer com poucas palavras. Para mim é uma das coisas mais incríveis que alguém, especialmente ao escrever, pode fazer. E é algo que sei que falho. Minhas resenhas são grandes, as histórias que escrevo ficam maior do que o planejado, é algo certo. Tendo a divagar, a criar metáforas e meios e exemplos para me explicar e essa é até a razão dessa coluna, uma forma de dizer sem falar muito, ou tanto quanto poderia.

Mas aí, há também o outro lado e desse lado posso dizer que sempre fui muito boa. O lado de ouvir, de entender com pouco, o muito que o outro tem a dizer. E isso é algo que sempre veio fácil para mim, em tudo. Desde a escola, que houve e ainda há pouquíssimas provas que preciso estudar para passar simplesmente por ter ido nas aulas e ouvido o que estava sendo ensinado, até na vida em si, no dia a dia, consigo entender como uma pessoa está, o que ela quis dizer com certos comentários muito mais facilmente que muitos outros, mesmo quando não conheço a pessoa tão bem. (Talvez seja por isso que acho que darei uma boa psicóloga se realmente seguir esse caminho).

Acho que a verdadeira beleza, talvez, esteja em achar o equilíbrio. Mas equilíbrio não é algo fácil de se achar, e temos de apenas ficar tentando até conseguir.

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Avatar


Eu era um guerreiro que sonhou que podia trazer a paz. Cedo ou tarde, porém, você sempre tem que acordar.

Se eu lembrar quem foi que me disse que esse filme não passava de um bando de efeitos especiais sem história - e por causa disso atrasou eu vê-lo em três anos - essa pessoa estará muito ferrada.

Título Nacional:Avatar
Título Original:Avatar
Lançamento:2010
Dirigido: James Cameron
Com: Sam Worthington, Zoe Saldana, Sigourney Weaver,...
Gênero: Ficção científica , Aventura
Nacionalidade: EUA
Duração:2h 42min
Trailer:

Sinopse:


quarta-feira, 24 de julho de 2013

5º Cavaleiro - James Patterson & Maxine Paetro


― Quando papai voltou da guerra, ele havia mudado em muitos aspectos. Contou a mamãe sobre os Quatro Cavaleiros do Apocalipse: Fome, Morte, Peste e Guerra. Mas ele dizia que o quinto cavaleiro era o Homem, e que esse era o mais perigoso de todos. 

Esse é o terceiro livro de Patterson que leio e, apesar de ser o mais fraco dentre o trio, ainda assim conseguiu aumentar meu respeito e meu desejo por mais livros do autor.

Título Original: The 5th Horseman
Título Nacional: 5º Cavaleiro
Subtítulo:--
Saga: Clube das Mulheres contra o Crime (série) #5
Resenhas Anteriores da Saga: --
Autor(a): James Patterson & Maxine Paetro
Resenhas Anteriores do Autor: James Patterson: O Diário de Suzana para Nicolas || Maxine Paetro: --
Editora: Arqueiro
Páginas: 224
Sinopse:


terça-feira, 23 de julho de 2013

TAG: 5 perguntas que ninguém nunca fez sobre literatura & 11 Perguntas, 11 Respostas

Hoje trago mais duas TAGs que o blog foi indicado (já tem um tempinho na verdade). A primeira TAG eu fui indicada pelo blog Livros, vamos devorá-los e a segunda pelo blog A Estante da Andy.

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Relido: Harry Potter e as Relíquias da Morte (HP #7) - J.K. Rowling


O terror engolfou-o, ali deitado no chão, com aquele tambor fúnebre batendo em seu íntimo. Doeria morrer? (...) ele nunca realmente pensara na morte em si: sua vontade de viver sempre fora muito maior do que o seu medo de morrer.  

Toda saga chega ao fim. E, nas melhores, sempre me encontro presa numa contradição: A vontade de saber como afinal termina e a vontade de que não termine nunca. Talvez você pense que, ao reler uma como Harry Potter que li tantas e tantas vezes, o sentimento não ataque. Você está errado.

Título Original: Harry Potter and the Deathly Hallows
Título: Harry Potter e as Relíquias da Morte
Subtítulo:--
Saga: Harry Potter, #7
Resenhas Anteriores da Saga: #6, #5#4#3#2#1
Autor(a): J. K. Rowling
Editora: Rocco
Páginas: 590
Sinopse:


domingo, 21 de julho de 2013

Frase da Semana #22

Estava, como quase sempre, sem saber que frase pôr hoje, aí acabei lendo essa, e como tinha haver com algo que estava pensando mais cedo, decidi colocá-la. A frase é de Jean-Jacques Rousseau.

Sejamos bons e depois seremos felizes. Ninguém recebe o prêmio sem primeiro fazer por isso.

Uma das coisas mais chatas que pode acontecer acho que é não recebermos os créditos por algo que fizemos (uma das poucas coisas piores é um terceiro receber o crédito no lugar, mas não falarei disso). Gostamos do reconhecimento de nossas habilidades, de nosso esforço, de nossa dedicação a algo.

Nós queremos nosso "lugar ao sol", os "quinze minutos de fama" que seja. Porque achamos que é merecido. E muitas vezes é. Ainda assim há aqueles que acham que merecem reconhecimento por tudo, por fazer o mínimo (daí vem coisas sem sentido como prêmios por participação); aqueles que acham que merecem as coisas por motivos além de seu controle; por fazerem o que deveriam fazer e quase nunca fazem.

Acredito que tudo que merece ser reconhecido não é apenas aquilo que foi feito com esforço, mas que foi feito bem. Que há talento. Desejo que meu blog tenha mil seguidores e trocentos comentário, que meus livros sejam publicados e façam um sucesso mundial, e escrevo e treino e me dedico, me irrito, me esforço para que essas coisas um dia aconteçam. Mas só isso não merece prêmio. O resultado... talvez.

Ainda assim, mesmo que ninguém jamais leia meus livros, continuarei escrevendo. Mesmo que amanhã ninguém entre no meu blog, continuarei resenhando. Porque é algo que me dedico por mim, que faço por mim. E talvez não seja suficiente para terceiros, mas é para mim. O que não quer dizer que eu mereça um prêmio por isso.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

A Culpa é das Estrelas - John Green


(...) quase todo mundo é obcecado por deixar uma marca no mundo. Transmitir um legado. Sobreviver à morte. Todos queremos ser lembrados. Eu também. É isso que me incomoda mais, ser mais uma vítima esquecida na guerra milenar e inglória contra a doença. Eu quero deixar uma marca. 

A Culpa é das Estrelas é um livro que estava querendo ler há tempos, afinal tem sido muito bem falado. Apesar disso, consegui fazer um bom controle de expectativas e comecei a ler o livro de forma calma sem esperar muito, o que foi bom.

Título Original: The Fault in Our Stars
Título: A Culpa é das Estrelas
Subtítulo:--
Saga:--
Autor(a): John Green
Resenhas Anteriores do Autor:--
Editora: Intrínseca
Páginas: 288
Sinopse:


quarta-feira, 17 de julho de 2013

Would You Rather

Antes da resenha quero deixar um pequeno aviso: Criei a página do facebook do blog, avisei na resenha anterior, mas como só adicionei após já ter postado, vocês podem ter perdido. Então, quem quiser, não deixe de curtir que irei avisar por ali as novas postagens do blog, e, dependendo, talvez até mais coisas relacionadas aqui ^^


Agora vamos a resenha...

Comecei a ver esse filme sem saber do que se tratava. Não sabia se era romance, comédia, drama, enfim. Mas logo de início deu para sentir aquela tensão no ar e cedo ele me prendeu.

Título Nacional:--
Título Original:Would You Rather
Lançamento:2012
Dirigido:David Guy Levy
Com: Brittany Snow, Jeffrey Combs, Jonny Coyne, ...
Gênero: Thriller, Suspense
Nacionalidade: EUA
Duração:1h 33min
Trailer: Infelizmente não achei o trailer legendado, então coloquei sem mesmo.

Sinopse:


segunda-feira, 15 de julho de 2013

A Menina Que Não Sabia Ler - John Harding


(...) pela primeira vez compreendi que não havia nada inteiramente bom e nada inteiramente ruim, que cada página tem uma mancha, e, por essa mesma razão, eu esperava todas as noites sombrias por uma pequena luz brilhante. 

A menina que ignorou as resenhas.

Título Original: Florence and Giles
Título: A Menina Que Não Sabia Ler
Subtítulo:--
Saga:--
Resenhas Anteriores da Saga: --
Autor(a): John Harding
Resenhas Anteriores do Autor: --
Editora: LeYa
Páginas: 220
Sinopse:


domingo, 14 de julho de 2013

Frase da Semana #21

Então, eu estava com muita dificuldade de escolher a Frase da Semana, porque eu toda vez que tentava pensar numa frase só vinha essa na minha cabeça, porque eu a adorei. Porém, não queria colocá-la já que a adicionei a na resenha do livro, mas aí pensei:"Dane-se! Eu gostei dela". Então ela virou frase da semana. Ela é de John Green (João Verde pro Adriano do Geração Leitura.com, sério, não consigo esquecer isso, rs)em A Culpa é das Estrelas (resenha sexta-feira)

Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações. 

O motivo de eu ter gostado tanto dessa frase, é porque ela me faz pensar em algo que passo muito, algo que estou passando agora, que é o excesso de ideias, porém sem conseguir organizá-las. Especialmente quando se trata de escrever (curiosamente é sobre isso que o personagem tá falando quando diz essa frase), eu sei o que quero falar, o que quero dizer, mas não como.

Quantas vezes isso nos acontece? Sabemos o que pensamos, sabemos o que entendemos, sabemos o que é, mas não como. "Como?" Essa maldita questão. Muitos perguntam "Por quê?", mas para mim o pior é "Como?".

Como posso passar para o leitor de minhas histórias as imagens que vejo tão nitidamente na minha cabeça? Como  posso me focar numa ideia se outra não para de martelar minha cabeça? E como posso ir para ela, se a que estou está tão próxima do fim?

Acho que é algo que todos passam de uma forma ou de outra, escrevendo ou não, todos acabamos em algum ponto com muitos pensamentos de uma só vez (como queria a Penseira de Dumbledore nessas horas...). E é algo que apenas piora, uma bola de neve como dizem. Porque cada vez há mais 'estrelas' em nossos pensamentos, tornando mais e mais difícil organizá-las. Acho que simplesmente temos que chegar num ponto e fazer, assim como eu fiz com a Frase da Semana, e dizer: "Dane-se!" e ir com tudo no que tiver no momento. Com sorte chegamos ao fim, e aí uma nova constelação é formada antes de irmos para a próxima.

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Um Porto Seguro - Nicholas Sparks


Mas realmente acredito que, embora o amor possa ferir, ele também seja capaz de curar... 
Sparks mostrando que consegue ir além do esperado.

Título Original: Safe Heaven
Título: Um Porto Seguro
Subtítulo: Nos momentos mais difíceis, o amor é o único refúgio
Saga:--
Autor(a): Nicholas Sparks
Resenhas Anteriores do AutorUm Homem de Sorte
Editora: Novo Conceito
Páginas: 414
BookTrailer:

Sinopse:


quinta-feira, 11 de julho de 2013

TAG: The Name Book

E o blog foi indicado para uma TAG bem legal pela Delmara do blog Sou Bibliófila e pelo Adriano do blog Geração Leitura Ponto Com. O blog foi indicado para outras também, mas eu esqueci quais, porque na hora não dava para fazer, fui deixar para depois, acabei esquecendo =/. Mas isso vai mudar, já criei uma pasta aqui no meu navegador para que eu possa salvar isso e faça as TAGs direitinhos, porque sei que é bem legal quando as pessoas fazem as TAGs que indicamos, além disso eu sempre fico muito feliz quando vejo que alguém lembrou do Get a LIFE ^^

Ok, agora vamos a TAG:

terça-feira, 9 de julho de 2013

Yes Man

Um filme na medida certa

Título Nacional:Sim Senhor
Título Original: Yes Man
Lançamento: 30 de janeiro de 2009
Dirigido: Peyton Reed
Com: Jim Carrey, Zooey Deschanel, Bradley Cooper , ...
Gênero: Comédia
Nacionalidade: EUA
Duração:1h 44min
Trailer:

Sinopse:


segunda-feira, 8 de julho de 2013

Relido: Harry Potter e o Enigma do Príncipe (HP #6) - J.K. Rowling

"E ele sentiu (...) que a música vinha de dentro e não de fora dele: era o seu próprio pesar que se transformava magicamente  em canto, escoava pelos jardins e entrava pelas janelas do castelo. "

Bruna Melo e a Primeira Vez que Chorou por um Livro

Título Original: Harry Potter and the Half-Blood Prince
Título: Harry Potter e o Enigma do Príncipe
Subtítulo:--
Saga: Harry Potter, #6
Resenhas Anteriores da Saga: #5, #4, #3, #2, #1
Autor(a): J. K. Rowling
Editora: Rocco
Páginas: 510
Sinopse:




domingo, 7 de julho de 2013

Frase da Semana #20

Frase de Mark Twain.


Coragem é a resistência ao medo, domínio do medo, e não a ausência do medo

Medo é, talvez, um dos sentimentos mais naturais que existe. Sem dúvida é um sentimento que cem entre cem pessoas já tiveram e ainda terão.

Costumo dizer que sou uma pessoa extremamente medrosa, e que a única coisa que equivale meus medos é a minha coragem. Porque as pessoas acham que essas palavras são antônimas, não sei. Porque o antônimo de coragem é covardia, e fico feliz de saber que isso não sou.

Até porque, como podemos ser valentes, corajosos se não temermos algo? Coragem não é, em sua forma mais simples, enfrentar seus medos? Conseguir se levantar, erguer a cabeça e encarar o que quer que seja, não importa o custo, não o importa o quanto você não queira fazê-lo?

Ter medo não é algo a se envergonhar, ter coragem, no entanto, sem dúvida é motivo de orgulho. E no fim, acho que só podemos ser tão corajosos quanto nossos medos forem grandes. Equivalente e equilibrado. Nem mais, nem menos.

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Os Olhos da Morte


Então, pessoal, já falei que não sou muito de escrever poesia e talz, mas de vez em quando me vem uma e eu escrevo. Essa em questão é curiosa, porque na hora eu estava me sentindo tão... bem. Calma, tranquila, feliz, alegre (usemos pleonasmo para enfatizar) e saiu essa poesia um tanto... dark. Enfim, espero que gostem.

terça-feira, 2 de julho de 2013

Por amor a Julie - Ann Ming


De repente, tudo me pareceu errado. Devia ser eu naquele caixão, e não Julie. Os pais devem morrer antes de seus filhos. Eu não sabia se conseguiria dar mais um passo, pois a cada passo que dava me levava para mais perto do momento em que teria de dizer adeus a ela para sempre. 

Título Original: For the Love of Julie - A nightmare come true. A mother's courage. A desperate fight for justice.
Título: Por amor a Julie
Subtítulo: --
Saga:--
Autor(a): Ann Ming
Editora: Reader´s Digest
Páginas: 120
Sinopse:


segunda-feira, 1 de julho de 2013

Ministry of Magic


Então, não tem muito tempo eu conheci essa incrível banda. E esses dias eu estava entediada,e quando eu estou assim e não consigo me animar a fazer nada do básico (ler, ver série, jogar) eu costumo legendar clipes de música. Então decidi ver que clipes eu achava dessa banda para legendar.

Acabei legendando tantos que eu resolvi trazer para cá, até porque essa banda tem um quê muito especial.

Há alguns anos surgiu um novo estilo musical chamado Wizard Rock (ou Wrock) que são bandas de rock como qualquer uma, porém algo que a unifica. Suas letras são voltadas para os livros de Harry Potter.

Conheci esse estilo no inicio desse ano quando li um livro que ganhei de natal - Harry e Seus Fãs, bem legal e recomendo, mostra toda a trajetória de Harry Potter até ser o sucesso que é hoje - mas apesar de ter procurado, nenhuma das bandas que o livro indicava realmente me atraiu para ouvir normalmente, apenas ali na hora. E até que recentemente pesquisei no Google algo dos livros HP em inglês e acabou aparecendo uma das canções dessa banda. A banda realmente me conquistou e decidi trazer para cá.

Sem mais demora, vamos aos clipes.
OBS.: Imagino que vocês já estejam cansados de me ouvir (ou ler) falar de Harry Potter, mas realmente achei interessante trazer isso para cá. Falta apenas duas resenhas (que já estão escritas aqui) dos livros e então vou dar uma diminuída para sempre trazer conteúdos mais diversificados.
OBS.²: Se você não tiver lido os livros, spoilers gigantescos a frente.